Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Presidente Sérgio Leão ratifica gestão transparente e participativa no TCM-PA
24/01/2019 15:51 em Notícias

A gestão do conselheiro Sérgio Leão na presidência do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Pará (TCM-PA), no biênio 2019-2020, será marcada pela transparência e participação. A afirmação foi feita por Leão em seu discurso de posse, no último dia 15, e ratificada ao presidir a primeira sessão plenária ordinária do ano, realizada no dia 17 passado. “Não há como uma pessoa só dirigir uma instituição. Isso é tarefa que precisa ser dividida com todos”, afirmou.

Sérgio Leão ressaltou a importância em envolver a todos que têm a condição de participar de tudo aquilo que está pretendido fazer. “Vamos fazer, toda semana, uma mesa de gestão, onde todos os diretores e conselheiros poderão participar e trabalhar o Tribunal com unicidade”. A mesa de gestão será realizada toda segunda-feira, às 10h, com a participação de todas as pessoas que fazem parte da gestão, “ocasião em que os problemas serão colocados na mesa e todos terão consciência de qual é a sua responsabilidade na superação de cada um deles”, esclareceu o presidente do Tribunal.

ÁRVORE DE PROBLEMAS

O presidente do TCM-PA disse que “a ideia é fazermos o que se chama, numa sistemática de gestão moderna, de Árvore de Problemas, em que as pessoas colocam nessa árvore os problemas que encontram em sua estrutura". 

De acordo com essa metodologia explicada por Leão, pretende-se "diminuir, o máximo possível, o número de frutos negativos dessa árvore. Essa é a ideia, para que todos participem, de uma forma efetiva, da solução do problema na estrutura de gestão da instituição”, destacou Leão.

"A nossa atividade de gestão vai ser aberta, transparente e participativa. E que todos realmente possam compartilhar a gestão da instituição”, finalizou o presidente do TCM-PA, conselheiro Sérgio Leão, conclamando a união de todos na missão de aprimorar e fortalecer a corte de contas, aproximando-a, cada vez mais dos jurisdicionados e da sociedade.

COMENTÁRIOS